Você já sabe o que é influence marketing e como aplicar na sua empresa. Mas e agora, como escolher os influenciadores digitais?

Investir em influencer requer muito conhecimento do seu mercado e do seu público, portanto esteja atento às nossas dicas de relacionamento e estratégia digital para tirar o melhor proveito desta ação.

Quem é o melhor influenciador para a minha marca?

Talvez a pergunta não seja quem é o melhor, mas sim, quais são os grupos que eu quero atingir. Ou seja, olhe primeiro para o seu público, depois para os influenciadores que falam com eles, assim a escolha fica mais natural, mais orgânica, e o relacionamento menos forçado.

A nossa dica é: não procure o influenciador, procure o seu nicho.

Um jeito simples de fazer isso é buscar nos perfis que já seguem a sua marca quem mais eles seguem. Por exemplo, no Instagram, entre numa dezena de perfis que sejam parte do seu público-alvo. Navegue entre os perfis que estas pessoas seguem, tire umas boas horas para fazer isto, investigando os seguidores, vendo relevância, engajamento e conteúdo. Selecione alguns nomes que possam ser interessantes, desde micro a macro influencers. Siga estas mesmas pessoas e vá observando o comportamento, podem aparecer boas surpresas deste movimento tão simples e quase sem esforço.

Para dar um caráter mais técnico a esta busca, você também pode testar os perfis nos rankings de influência. Existem diversos sites que lhe ajudam neste trabalho de escolher influencers e testar se não são fakes ou compraram audiência.

Algumas ferramentas que podem ser úteis nesta etapa:

Ainda sobre a escolha dos perfis, é fundamental ter um olho de lince para identificar fakes e audiências artificiais.

O que são isso? Perfis fakes são perfis de Instagram ou outras redes falsos, que usam a foto de outras pessoas e/ou copiam conteúdo apenas para se dizer influenciadores e tirar vantagem de marcas, sem oferecer nada de original ou de valor. Fuja desses perfis, você não quer associar a sua marca a estas características falsas.

Outro perfil que você deve fugir é daquele com audiências artificiais, que são os perfis que compram seguidores e curtidas, que automatizam comentários sem qualidade ou nenhuma referência real ao que foi postado. Enfim, aqueles que usam os bots e sistemas de automação do Instagram para obter resultados mais rápido.

“Ah mas não pode comprar seguidores?” Não é nada indicado e inclusive o Instagram pode penalizar a sua conta por isso, já que não faz parte da política de uso que você aceitou lá quando criou o seu perfil. Não existe caminho mais curto para fazer sucesso nas redes sociais, seja como marca ou como influenciador, é preciso muito trabalho diário para chegar lá.

O que mais vocês querem saber sobre os influenciadores e como se relacionar com eles? Deixe aqui nos comentários as suas dúvidas e vamos conversar!