Após duas décadas atuando na área de seguros de todos os ramos, Rute Milman opta por especializar-se no mercado segurador, oferecendo algo inédito para o RS – um trabalho personalizado de seguros de obras de arte e antiguidades. A notícia foi publicada em Gaucha ZH  e no caderno Geração E, do Jornal do Comércio. Rute também participou do programa Band Mulher, da Band RS, e do programa Nossas Histórias, do jornalista Afonso Ritter, na RDCTV. Além disso, conversou com o portal JRS Comunicação. Rute também participou do programa Elas por Elas, da Rádio Guaíba e do programa Alma dos Negócios, da Rádio Bandeirantes.

O novo passo na carreira de Rute ocorre após 50 anos da compra da sua primeira peça, em exposição ocorrida no antigo Teatro Leopoldina, posteriormente denominado Teatro da Ospa. Hoje, a colecionadora mantém mais de 80 obras em seu acervo pessoal, incluindo pinturas, esculturas, entalhes, gravuras e demais técnicas.  Do seu acervo fazem parte obras de Iberê Camargo, Tomie Othake, Siron Franco e Xico Stockinger, entre outros.

 

Para desenvolver a nova atividade, Rute ingressou no time da conceituada Axa Art, companhia francesa presente em mais de 26 países e com mais de 50 anos no mercado de artes, tendo iniciado suas atividades no Brasil em 2013. “Os seguros podem ser feitos para obras de arte de qualquer valor e contratados por museus, galerias e instituições, assim como por colecionadores particulares”, explica Rute, que cursou o primeiro ano do Atelier Livre da Prefeitura, tendo aprendido sobre técnicas e processos criativos. “Prevejo bons negócios para o futuro.  Temos dados que apontam o crescimento desse mercado no Brasil”, observa. 

Com alcance internacional e uma rede de parceiros especialistas, a companhia que Rute representa no Estado tem estabelecido ao longo dos anos parcerias com as principais instituições internacionais, tais como a Harvard Art Museums, Tate Modern, Guggenhein Museum & MoMA, Centro de Pesquisa de Conservação de Coleções (Paris), entre outros. Para agregar os apaixonados por arte e viabilizar conexões entre eles, serão realizados nos próximos meses eventos com a temática.

 

Leia o artigo escrito por Rute para o Jornal do Comércio sobre o incêndio no Museu Nacional, tragédia que ocorreu em 2018.