Chwartzmann rima com o quê?
#episodio9

Fala Feminina Clarice Chwartzmann
Com churrasco. Após anos de trabalho na área da comunicação, Clarice Chwartzmann deu à palavra churrasqueira o significado de profissão.

A memória afetiva de Clarice se passa no interior do Rio Grande do Sul, em Passo Fundo, e, claro, tem muito a ver com churrasco. Ela contou à equipe da Fatto Comunicação um pouco da trajetória até se tornar A Churrasqueira, há três anos, quando sua vida se transformou completamente e passou a transformar a vida de muitas mulheres.

Ainda menina, ela observava o pai assando a carne no quintal de casa, ouvindo com atenção cada dica, aprendendo a acender o fogo. Notava como a família, formada pelos pais, Clarice, e três irmãs mais novas, se reunia em torno da carne. A mãe, dona de casa, e o pai, comerciante, adoravam a simplicidade no preparo das comidas caseiras. “Fazíamos em casa chimia, compotas, conservas, manteiga. No pátio tínhamos o galinheiro, as árvores frutíferas, a churrasqueira…”. Dessa experiência na infância nasceu o gosto pelo ritual do churrasco, que deixou de ser um hobby quando a carreira profissional pediu mudanças.

Trabalhou por anos como publicitária e depois como produtora cultural, conheceu o mundo, morou em diversos lugares. Aproximando-se do aniversário de 50 anos, surgiu uma dúvida profunda, um vazio, que a paixão pelo churrasco preencheu: por que não ensinar outras mulheres a assar carnes? Inspirada por essa ideia e pelo amor que via no preparo das delícias que a mãe fazia em casa, nasceu em Porto Alegre o curso da Churrasqueira, que em seguida percorreu o país. Com ela mais de 1.200 mulheres de todo o Brasil já aprenderam sobre o ritual da carne, contribuindo para que o churrasco seja visto também como uma tarefa feminina. “Eu acredito que a mulher tem a responsabilidade sobre esse resgate da magia do fogo”, disse ela, em sua palestra no evento do TEDx em SP.

A alquimia da nova profissão de Clarice, que vai desde a escolha do corte, passando pelo tempero, até o momento de assar e servir, é o que a move como mestre churrasqueira. Hoje a gaúcha é referência nacional no assunto e tem planos de escrever dois livros sobre a nova profissão – um deles sobre a jornada do gaúcho ao redor do fogo e suas diferentes práticas com os assados e o outro retratando as mulheres churrasqueiras de norte a sul do Brasil, segundo ela “mulheres comuns, que ocupam o espaço de churrasqueira da família, entre amigos, e têm o seu jeito de fazer, servir, arrumar a mesa. São mulheres que gostam da comida na brasa”.

Chwartzmann também organiza eventos e ministra palestras. Em comemoração aos três anos do projeto A Churrasqueira, está preparando um evento especial, que deixa como surpresa. Para Clarice, assar carne é motivo de encontro, união, porque o fogo sempre reuniu pessoas para contar histórias e celebrar. “O churrasco envolve mais do que preparar a comida, por isso o curso é uma grande confraternização. Envolve fogo, paixão, sabores e tradição”. Assim, desmistificando e aproximando o conhecimento das mulheres sobre o assunto, Clarice Chwartzmann fez da churrasqueira, muito mais que um objeto, um nome próprio.

Veja mais artigos da Fala Feminina:

2017-09-19T16:42:38+00:00 19/09/2017|Fala Feminina|

Deixe um comentário